21 de fevereiro de 2016

Fim do suporte ao Debian 6 (Squeeze) LTS

No dia 29 de fevereiro de 2016 acabará o suporte LTS (Long Term Support) para o Debian 6.0, também conhecido como Debian Squeeze. A partir desta data não haverá mais suporte de segurança, ou seja, o sistema não receberá mais atualizações de segurança. O Debian Squeeze foi lançado em 2011 e recebeu suporte de 5 anos.
A próxima versão LTS será o Debian 7, conhecido como Wheezy, lançado em 2013,e hoje chamado de oldstable. O Debian Wheezy terá suporte e segurança até maio de 2018 e, provavelmente será substituído pelo Debian 8.0 (Jessie), lançado em 2015, sendo a versão stable do momento.

Para que não conhece, Debian é um projeto lançado em 1993 por Ian Murdock. Chamado também de Debian/GNU Linux, é um projeto de software livre que tem milhares de voluntários no mundo todo trabalhando em conjunto para criar e manter o sistema, sendo um dos projetos mais influentes do mundo. É um sistema baseado no Kernel Linux e uma das distribuições mais respeitadas, servindo de base para outras distribuições como Ubuntu, Linux Mint, Knoppix, Dann Small Linux entre outras...
Conheça mais sobre o Debian em http://www.debian.com

Fonte: https://www.debian.org/News/2016/20160212

1 de dezembro de 2015

Como utilizar o Google Maps off-line

Há aproximadamente um mês o Google Maps pode ser utilizado com uma conexão fraca, ou mesmo off-line. Funciona assim: O usuário pode baixar uma área do mapa para visualizar quando estiver sem conexão com a internet. Esta área baixada pode ser um bairro, cidade, estado, país, etc.. Quanto maior a área selecionada, maior será o tamanho do arquivo a ser baixado. Desta maneira o Google Maps pode ser utilizado com um navegador GPS, tornando-se um GPS off-line, muito útil para quem possui plano de dados limitado.
Abaixo explicarei como baixar e utilizar o maps off-line.

Em seu smartphone, acesse o menu "Áreas off-line", como na imagem abaixo. Se não aparecer este menu é porque você ainda não está com a versão mais recente do maps instalada.

google maps off-line

Depois selecione a área que deseja fazer o download, mas lembre-se, quanto maior a área selecionada, maior será o arquivo a ser baixado e, dependendo da quantidade de espaço restante em seu aparelho, não será possível selecionar uma área muito grande. Faça o download e dê um nome para a área selecionada.

google maps off-linegoogle maps off-line

Pronto. Agora você já pode utilizar o maps off-line. Este arquivo que foi baixado pode ser atualizado a qualquer momento, caso haja alguma alteração no mapa (ex: nome, ou sentido de uma rua), e será atualizado automaticamente em aproximadamente 30 dias.

google maps off-linegoogle maps off-line

Agora vamos ver como funciona a navegação off-line. Para utilizar como um GPS deve-se deixar o GPS do aparelho ativado, e utilizaremos o app Navigator. Selecionando a área fizemos o download (tela anterior) chegaremos na tela abaixo. Nesta tela podemos tanto visualizar apenas os mapas como também, com a ajuda do app navigator, podemos utilizar a função GPS. Para utilizar esta função basta selecionar o ícone azul.

google maps off-line

Basta indicar o local de partida (caso não tenha sido detectado automaticamente) e o local de destino, escolher o modo de locomoção (carro, bicicleta, transporte público ou a pé) e clicar no ícone azul com duas setas brancas e você será guiado até o destino.

google maps off-linegoogle maps off-line

Vale ressaltar que esta navegação off-line não traz detalhes sobre o trânsito (congestionamentos, etc..) mas serve como um guia básico de locomoção para locais pouco ou nada conhecidos pelo usuário.
Particularmente achei muito interessante que a google disponibilizou esta ferramenta, ainda que já pudesse ter disponibilizado antes.
E você, o que achou? Comente aqui.

1 de novembro de 2015

Cronograma de lançamento do Ubuntu 16.04

Saiu o cronograma de lançamentos da próxima versão do Ubuntu, a 16.04 que será chamada de Xenial Xerus (Algo tipo "Esquilo simpático, amistoso").
Como de costume, as versões pares (16.04) são LTS, ou seja, a cada dois anos no mês de abril, sai uma versão LTS. LTS quer dizer "Long Time Support", ou seja, com um tempo maior de suporte. O suporte das versões LTS dura 5 anos, enquanto das versões normais dura apenas 9 meses.

As datas de lançamento do Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus são as seguintes:


  • 31/12/2015 - Alpha 1
  • 28/01/2016 - Alpha 2
  • 25/02/2016 - Beta 1
  • 24/03/2016 - Beta 2
  • 21/04/2016 - Versão Final


As versões Alpha e Beta são versões de testes e são lançadas, aproximadamente, com 1 mês de diferença entre elas até a data da versão final. Não recomenda-se baixar as versões de testes para uso contínuo, pois podem conter vários bugs, que são corrigidos a cada lançamento. Para testar estas versões recomenda-se instalar numa máquina virtual.

Aos curiosos, resta esperar até o dia 31 de dezembro para ver como será a nova e aguardada verão do Ubuntu.

22 de outubro de 2015

Ubuntu 15.10 (Wily Werewolf) lançado

Ubuntu 15.10 Willy Werewolf

Como de costume, a cada 6 meses é lançada uma nova versão do Ubuntu, no dia 22/10 foi lançado a versão 15.10, chamada Wily Werewolf. Esta versão vem com várias melhorias incluindo o Kernel 4.2, melhorias no Compiz entre outras que listarei mais abaixo.
Quem gosta de utilizar as versões mais recentes dos pacotes não deixe de baixar esta nova versão, lembrando que o Ubuntu 15.10 ainda não é LTS e seu suporte dura até julho/2016, mas até esta data a versão 16.04 LTS já terá sido lançada.

Algumas novidades do Ubuntu Willy Werewolf

  • Kernel 4.2
  • Melhorias no Compiz
  • Mate atualizado para a versão 1.10 e integrado com o Compiz
  • Novo driver para placas Radeon
  • Atualização do Libre Office
  • Atualização do Firefox e Chromiun
  • Correção de bugs
  • Atualização de outros pacotes
  • Unity 8 Preview

7 de outubro de 2015

Criar backup do WhatsApp no Google Drive

WhatsApp integrado ao Google Drive

A partir da versão 2.12.303 do WhatsApp para Android permite que você crie um backup privado do seu histórico de conversas, mensagens de voz, vídeos e imagens no Google Drive, função ideal para quem deseja ter um backup de seus dados em caso de perda ou mesmo troca do smartphone
Segundo o blog do Google Brasil, a função estará disponível para todos os usuários ao longo dos próximos meses, mas os mais impacientes já podem baixar diretamente do site do ofcial em http://www.whatsapp.com/android/.

WhatsApp integrado ao Google Drive

Agora resta saber se haverá alguma função semelhante pra os usuários do Windows Phone.

Como criar um backup no Google Drive
1 - Comece abrindo WhatsApp.
2 - Vá em Configurações, depois em Conversas e chamadas e depois em Backup de conversas.
3 - Clique em fazer backup para Google Drive , escolha um agendamento para backup e, logo em seguida, você deverá escolher uma conta do Google onde seus dados ficarão salvos.
4 - Clique em Fazer backup. Você pode escolher se deseja fazer este backup via rede móvel ou via wi-fi, recomenda-se fazer em redes wi-fi. Também é possível escolher se deseja fazer backup dos vídeos.

30 de setembro de 2015

Cursos gratuitos de TI à distância

Esta dica é para quem te interesse em fazer algum curso na área de TI mas anda meio sem grana. São alguns cursos totalmente gratuitos oferecidos na modalidade "à distância".
No site www.brasilmaisti.com.br podemos encontrar cursos de lógica de programação e algoritmos em várias linguagens de programação, cursos de projetos de software, redes entre outros, ideal para alunos que estão entrando em faculdades de TI, ou para quem tem interesse de entrar, ou mesmo para estudantes que precisam aprimorar os conhecimentos e/ou conseguir pontos para atividades complementares.
Para realizar um destes cursos basta fazer um cadastro simples e escolher quais deseja fazer. Segue uma lista dos cursos que estão com inscrições abertas: www.brasilmaisti.com.br/index.php/pt/realize/cursos
Outro site que oferece vários cursos na área de TI é o site do Serpro (inclusao.serpro.gov.br), empresa do governo federal responsável pela criação dos sistemas e informática.
Estes cursos são mais básicos, voltados para inclusão sócio-digital e, para realizar, basta um simples cadastro.
Segue a lista dos cursos disponíveis: inclusao.serpro.gov.br/mod/resource/view.php?id=33401